terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Firmin


Firmin


Autor: Sam Savage
Data de Publicação: 2009
Editora: Editora Planeta
Páginas: 160
ISBN: 9789896570019


Uma história para todos aqueles que sentem paixão pelos livros e que não perderam a capacidade de amar.


Sinopse
Nascido na cave da Pembroke Books, uma livraria da Boston dos anos 60, Firmin aprendeu a ler devorando as páginas de um livro. Mas uma ratazana culta é uma ratazana solitária.
Marginalizado pela família, procura a amizade do seu herói, o livreiro, e de um escritor fracassado.
À medida que Firmin desenvolve uma fome insaciável pelos livros, a sua emoção e os seus medos tornam- se humanos. É uma alma delicada presa num corpo de ratazana e essa é a sua tragédia.

Num estilo ora sarcástico ora enternecedor, Firmin é uma história sobre a condição humana em que a paixão pela literatura, a solidão e a amizade, a imaginação e a realidade, fazem parte de um mundo que acarinhava os seus cinemas de reprise, os seus personagens únicos e a glória amarelada das suas livrarias. Firmin é divertido e trágico. Como todos nós.

«Uma alma delicada presa num corpo de ratazana e essa é a sua tragédia» sintetiza bem a história de Firmin. Uma história que não se resume apenas a uma ratazana que sabe ler, mas que nos leva para alem disso, para o dia a dia de Firmin na sua descoberta pelo maravilhoso mundo dos livros.  

Um livro muito completo, que nos descreve o amor absoluto de Firmin pelos livros, pela livraria onde nasceu. 
Numa outra vertente o livro traz-nos também uma metáfora poderosa sobre aqueles que não são compreendidos, aqueles que nascem no corpo errado ou na sociedade errada. Aqueles que lutam toda uma vida por ser amados ou compreendidos. 
Um livro que vale a pena ser lido.

3 comentários:

Kiara Guedes disse...

Cheguei até aqui pelo blog hábitos-males. Adorei, vou voltar! Por enqto, vou me atualizar daqui. Abraços

Marcelina Gama disse...

Olá,

Aparece sempre que quiseres e deixa por cá as tuas opiniões. Ficamos contentes que gostaste.

Obrigada.

Angelina Violante disse...

Deixas-te me curiosa com o livro, tenho de ver se há na biblioteca.

Beijinhos