terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Os números de 2010


Terminado o ano de leituras aqui fica a estatística.

Os números de 2010:


- 40 livros lidos (bastante abaixo do objectivo);
- 11 autores portugueses;
- 18 novos autores;
- 6,75 de uma média geral;
- 3 antologias lidas;

Top 3 (2010):
Firmin - Sam Savage (Não levou um 10, mas nunca mais me esquecerei do pequeno Firmin)
Os rios sem nome - Manuel Seabra (por me ter feito chorar muito)
Os pilares da terra - Ken Follett (notável e diferente)

Menção Honrosa:
Os livros que devoraram o meu pai - Afonso Cruz (pela agradável surpresa de poder ler algo novo e fresco)
As Atribulações de Jacques Bonhomme - Telmo Marça (por provar que o horror e as histórias que não acabam necessáriamente bem, não precisam de ser nojentas)

Os piores (2010):

Brinca Comigo! [4/10]
Ficções Científicas & Fantásticas [2/10]
Precious - A força de uma mulher [1/10]


Nota: faltaram os clássicos; <_< Um boa passafem de ano e um excelente 2011 a todos os leitores do Muito para ler.

5 comentários:

Ana C. Nunes disse...

40 livros já não é mau, e a média de classificações está +/- igual À minha.
É pena é pelos títulos maus, mas toda a gente acaba por ler um ou dois por mais cuidado que tenha a seleccionar os títulos. :(
Também li o Firmin e gostei, embora não tenha sido o meu favorito do ano, e acho que é difícil dar um 10 a qualquer livro, talvez porque raros são os livros absolutamente perfeitos (eu ainda não encontrei um).

Marcelina Gama disse...

Apontava para os 52 (um por semana) mas ficou aquém. Livros maus lemos todos é verdade.

Beijinho e bom ano 2011.

cris disse...

Este ano já li um pouco mais...vou no 85º livro. Os Pilares adorei, bem como Um mundo sem fim...mas houve mtos outros! Tenho de fazer uma lista dos top 10, boa ideia!
Bom ano de 2011!
cris de O Tempo entre os meus livros

Marcelina Gama disse...

Bem, 85 é um numero muito jeitoso, sem dúvida. Faz lá a lista do top 10 que dá para tirar umas ideias.

Bom ano 2011.

cris disse...

Já postei os meus melhores de 2010!!!