sábado, 8 de agosto de 2009

Metamorfose



Metamorfose
Franz Kafka


Como reagiriam vocês se alguém que vocês gostam muito, o vosso marido, o vosso filho, a vossa mãe, de um dia para o outro virasse escaravelho?

Esta é a premissa do livro, Gregor Samsa acorda um dia transformado em escaravelho, o pânico instalou-se naturalmente, ele e a sua família não estão obviamente preparados para uma situação destas. O que é interessante perceber é a falta de capacidade da família dele em se adaptar. E a questão põe-se: como reagiríamos nos?

Gostei muito do livro. Já o tinha folheado a uns tempos atrás e não lhe achei piada, pelo menos o suficiente para o ler. Desta vez no entanto gostei da capa, das ilustrações do livro e decidi pegar-lhe neste verão. Foi de leitura fácil, li numa tarde. Sem duvida um clássico e um bom livro.




5 comentários:

Bongop disse...

li esse livro quando adolescente (25 anos atrás), e na altura gostei, tinha uma mente bem mais aberta e paciente do que agora. Penso que agora já não teria paciência para o ler o ler :D

Aline A Batistuti disse...

Hello! Meu marido o leu em 2hrs,eu todavia não consegui, parei na metade e ate entao nada, talvez seja o momento, é o tipo de livro que tem que se estar preparado para absorver, porem o pouco que li agradou, so não tive mesmo gosto de termina-lo, breve farei post relativo ao livro.
Beijos e até!

Marcelina Gama disse...

Bongop - Lol, então li-o na altura certa. Acho um livro forte que marcou sem duvida a literatura.

Aline - Já lhe tinha pegado a uns anos atrás, e na altura não meu interessou. Desta vez adorei.

Loot disse...

Cá está ele (cliquei na etiqueta de Kafka). Para mim é um dos livros mais especiais, quando o li mostrou-me que tudo era possível na literatura, não há limites, o limite somos nós.

De qualquer das maneiras, nunca é dito que insecto Gregor Samsa é. Pela descrição (e desenhos do autor) aponta-se para o escaravelho ou barato (se não estou em erro).

Marcelina Leandro disse...

Olá Loot,

Nunca é referido qual o insecto, efectivamente, para mim (e devido aos desenhos) sempre o imaginei como um escaravelho.

Gosto mais do Processo como obra literária, mais completo, parece mais trabalhado. Mas este, a Metamorfose, é bom, muito bom até. Com uma boa premissa.