sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

A Esperança Reencontrada

Autor: Andrew Mark
Data de Publicação: Novembro de 2003
Editora: Editorial Presença
Páginas: 245
ISBN: 972-23-3104-3

Ben Minor, ex-estudante de medicina, decide abandonar Nova Iorque, deixando todos so seus problemas para trás, e passar umas férias nas montanhas a norte do país. O destino acaba por detê-lo em Cottage Mills, uma pequena localidade entre o Maine e o Canadá, onde casualmente conhece Annie - uma mulher que lhe mostra como é possível levar uma vida mais simples. Gradualmente, os laços entre ambos vão-se estreitando e Bem começa a sentir-se cada vez mais intimamente ligado àquele lugar e àquela mulher. No entanto, nem tudo podia ser perfeito. Bem descobre que Annie se encontra gravemente doente: o linfoma de que padecera há alguns anos, e que pensara ter ficado curado, voltou a aparecer. Annie, cansada de ser submetida a terapias invasivas, recusa-se a receber tratamento, mas Ben, com todo o seu amor, consegue convencê-la a não desistir. Este livro, magnificannete escrito, revela-nos a extrema importância terapêutica da dimensão afectiva. E esse bálsamo, que é a profunda empatia entre dois seres, acabou por ser o melhor medicamento que Annie jamais conhecera...

Este livro não tem nada a ver com o outro livro do autor, eu comecei a ler este porque adorei o outro e confesso que me desiludi, pois este é muito mais virado para o lado médico, talvez por falar muito de doenças e terapias curativas não gostei tanto dele.
A história de amor é bonita, mas mesmo assim deixa muito a desejar.


2 comentários:

Mariane disse...

Nossa... confesso que no começo que fui lendo o post já peguei uma caneta pra anotar de tanto que estava me interessando pela história, era bom focar o lado mais romântico do que das doenças, hehehe...

Excelente final de semana...

Abraços...

Angelina Violante disse...

Mas sempre podes experimentar ler, pode ser que tu gostes ao contrário de mim.

Beijinhos